quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

SELECÇÃO DE ÉVORA FEMININO

Final Four - Selecção Distrital Sub19 - Futsal

Histórico é a palavra certa para a prestação das atletas do Distrito
na Final Four do Inter-Associações de Sub19 feminino. Depois do
apuramento na Fase Zonal realizada em Évora, Évora participou pela
primeira vez numa Final Four com a participação de Lisboa, Braga e
Coimbra. Nos jogos das meias-finais, Évora realizou um excelente jogo
com Lisboa, perdendo 3-2 após prolongamento. Íris e Ana Mendonça
fizeram os golos das eborenses. No outro jogo Coimbra superiorizou-se
a Braga por 4-3. Nos jogos finais Évora ganhou de forma categórica a
Selecção de Braga por 5-1, com golos de Íris, Patrícia, Mendonça,
Leila e Rita Latas, atingindo o 3º lugar no pódio. No jogo da final
Lisboa ganhou a Coimbra por 7-2. De realçar o excelente comportamento
da Selecção Distrital de Évora ao longo de todo o processo, ganhando
no final do Torneio o prémio de Fair Play. Foram estas as palavras de
Oscar Tojo Director Técnico da A.F.Évora

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

AF.ÉVORA


CB Vendas Novas 4 - 1 Évora Futsal
Alcaçovas AC 3 - 6 Juventude SC
AA Portelense 4 - 5 Futsal Borbense
Núcleo Morense 6 - 4 AJ Estremoz
Almansor FC 2 - 1 Sport Cabeção EB

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

3ªDIVISÃO SERIE D



















No Domingo, e aproveitando a estadia da equipa dos Sonâmbulos FC no Arquipélago dos Açores, a equipa do Operário vai defrontar a equipa dos Sonâmbulos FC em jogo antecipado da 24ª jornada.



FONTE:http://gdcbaronia.blogspot.com/

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

PROGNÓSTICOS DE LUIS PAPANÇA


3ª Jornada Campeonato Distrital Futsal Masculino


Alcáçovas - Juventude (1X)
Árbitros: Pedro Lopes e Filipe Dias

Se há jogos difíceis este é um deles, no meu entender jogar nas
Alcáçovas é sempre difícil nomeadamente se Rogério e PP estiverem bem
no jogo, O Juventude tem tido azar e já jogou com duas das melhores
equipas, para este fim de semana vai ter várias ausências uma por
expulsão outras por lesão, e não terá um jogo fácil.

CB Vendas Novas - Évora Futsal (1)
Árbitros: João Marques e Luís Aires

Tenho que dizer isto, a CB Vendas Novas vai certamente ser campeão,
com as arbitragens do nosso distrito é difícil não ser, tem uma equipa
experiente que joga sempre no limite da dureza e os árbitros deixam, é
impressionante, penso que não há equipa que resista por melhor futsal
que possa praticar, independentemente de ter bons jogadores. Quanto ao
jogo temos em campo os lideres do campeonato e certamente será um bom
jogo com emoção do principio ao fim.

Portelense - Borbense (1X)
Árbitros: Álvaro Perico e Carlos Carola

A jogar em casa perante o seu público o Portel vai tentar sair do
último lugar mas não terá tarefa fácil perante a nova equipa do
Borbense a dar os primeiros passos mas já com alguma qualidade de
jogo.

NÚCLEO FUTSAL SIMMORENSE - AJ Estremoz (1)
Árbitros: Luís Aires e Joaquim Marques

O Núcleo tem obrigação de ganhar este jogo para não deixar fugir os
primeiros lugares mas não pense que vai apanhar um Estremoz igual ao
que defrontou no torneio de abertura, vai ser um jogo mais equilibrado
do que se espera.

Almansor FC - Cabeção (1)
Árbitros: Álvaro Perico e João Batalha

Duas equipas que não arriscam muito mas por um lado o Almansor com
bons praticantes e um futsal consistente, por outro uma equipa que
corre corre e desgasta os adversários, penso que será jogo de poucos
golos

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

CURIOSIDADE

FUTSAL ALENTEJANO JÁ NÃO É O QUE ERA...
Pois é, conquistamos 6 pontos nos dois embates de sábado e terça-feira com os nossos vizinhos, Casa do Benfica de Viana do Alentejo, em Viana, e Baronia em Sines, nem um nem outro foram presas fáceis, há três anos que não competíamos com equipas Alentejanas, a surpresa pela evolução, pela interpretação do jogo e por alguns praticantes com qualidade, ainda bem que assim é. A nossa equipa está a subir de produção e é visivel a elaboração de lances praparados e a melhor concentração nas linhas defensivas, fruto deste trabalho as vitórias e os pontos são conquistados. no jogo de Viana, encontrámos um adversário aguerrido e a entregar-se à luta, procurando construir lances de perigo, discutindo o jogo palmo a palmo, não é fácil ganhar em Viana. Quanto ao Baronia surpreendeu sobretudo a organização defensiva, inicialmente em zonas intermédias e durante a segunda parte mais recuada, também fruto da maior pressão que exercemos nessa fase, só nos derradeiros dez minutos após uma expulsão é que a resistencia do Baronia cedeu, fica o registo para o empenho dos atletas de ambas as equipas, e a maior capacidade já referida, na organização colectiva dos Independentes de Sines. No próximo sábado um teste de grau de dificuldade elevado na deslocação a Faro, frente à Universidade do Algarve, vamos para ganhar.
FOMOS VER O SITE DO INDEPENDENTES DE SINES E ENCONTRAMOS ISTO,É COM MUITA ALEGRIA QUE COMEÇAMOS A VER QUE OS ALENTEJANOS CADA VEZ MAIS SÃO TEMIDOS E RESPEITADOS,UMA BOA ÉPOCA PARA AS 4EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS,TODAS AS EQUIPAS ESTÃO A MOSTRAR A CLASSE DOS ALENTEJANO.S

domingo, 6 de dezembro de 2009

AF.ÉVORA

RESULTADOS
Almansor, 1-1 NF SIMM
AJES, 7 - 5 Portelense
Juv. Évora, 2 - 6 CB Vendas Novas
Borbense, 5- 4 Alcaçovas AC
Cabeção, 2 - 5 Évora Futsal
CLASSIFICAÇÃO
1ºs CB Vendas Novas - 6 pts
Évora Futsal - 6 pts
3º Almansor - 4 pts
4ºsBorbense - 3 pts
Cabeção - 3 pts
Alcaçovas AC - 3 pts
AJES - 3 pts
8º Nucleo Futsal SIMM - 1 pt
9ºs J. Évora - 0 pts
Portelense - 0 pts

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

3ªDIVISÃO SERIE D















Domingo realiza-se um jogo em falta da 7ª jornada, o 1º de Maio recebe no seu pavilhão o União Praiense dos Açores.




quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

AF.ÉVORA



Juventude SC - CB Vendas Novas
Sport Cabeção EB - Évora Futsal
Futsal Borbense - Alcaçovas AC
AJ Estremoz - AA Portelense
Almansor FC - Núcleo Morense

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

AF.ÉVORA

RESULTADOS DA JORNADA:
ALCÁÇOVAS AC 6 - AJ ESTREMOZ 3
JUVENTUDE SC 3 - ÉVORA FUTSAL 6
NF MORENSE 2 - CABEÇÃO 3
CBV NOVAS 8 - F BORBENSE 3
AA PORTELENSE 0 - ALMANSOR FC 2

Devido ao surto de Gripe A instalado no nosso país, e pelo facto de recentemente alguns jogos da FPF terem sido adiados devido a jogadores infectados com o vírus da Gripe A, é de todo razoável que a Federação Portuguesa de Futebol, Liga Profissional do Futebol Português e Associações de Futebol distritais, suspendam temporariamente os cumprimentos entre jogadores e árbitros antes do apito inicial. Um dos "sistemas" de transmissão do vírus H1N1 é através do contacto com pessoas infectadas.Esta petição irá ser enviada para: FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL, LIGA PROFISSIONAL DO FUTEBOL PORTUGUÊS E ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ÁRBITROS DE FUTEBOL Pela saúde de todos os árbitros, jogadores, técnicos e familiares, divulgue esta petição.

para assinar a petição vá aqui:http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=arbifute

ARBITROS FORAM PROTAGONISTAS NOS JOGOS DOS ALENTEJANOS NOS JOGOS DO FERIADO

A equipa de futsal do GDC Baronia deslocou-se ontem, dia feriado, a Sines para defrontar o Independentes em jogo a contar apara a 8ª jornada do campeonato nacional de futsal da 3ª divisão série d tendo a nossa equipa sido derrotada por 3-1.Foi um jogo com pouca história até ao minuto 34, altura em que o rumo do jogo mudou.Numa partida em que a nossa equipa sabia à partida ser muito complicada pois estava perante do 1º classificado, recheada de jogadores de qualidade acima da média para a divisão que disputamos, o que tornava o conjunto muito forte e equilibrado. Juntando a estes factores estava ainda o facto de a nossa equipa ter jogado no sábado e o tempo de recuperação dos jogadores ter sido menor. Mas ainda assim a nossa equipa como é seu timbre não virou a cara a luta e entrou de forma aguerrida e organizada na quadra.O Independentes colocou na quadra uma equipa muito rápida com trocas constantes de jogadores e uma circulação da bola muito criteriosa afim de baralhar a defensiva do GDC Baronia. Só que a nossa equipa ora em pressing alto ora baixando as linhas raramente consentia que a bola entrasse jogável junto da nossa área o que ditou que a equipa do Independentes não tivesse criado muitas oportunidades de golo durante a primeira parte. Ainda assim é a nossa equipa que de contra-ataque esteve muito perto de marcar por uma vez e de bola parada tivesse também criado perigo por mais uma ou outra ocasião.Ao intervalo o resultado aceitava-se apesar do maior controlo da posse da bola por parte do Independentes, este controlo nunca se efectivou num domino muito grande do jogo, uma vez que a nossa equipa soube defender sem grande problema as investidas do adversário e contra-atacar quando teve hipóteses para isso tendo também a espaços uma boa posse de bola.Nas cabines Miguel Carvalho pedia para os jogadores manterem a concentração e alertou para algumas movimentações do adversário, por outro lado pedia para quando os nossos jogadores tivessem a posse de bola a circularem com maior clareza.Os minutos iniciais da segunda parte foram a continuação da primeira com o Independentes com maior posse da bola e o GDC Baronia a controlar e a manter o adversário longe da sua baliza.O que é certo e justo de salientar é que com o passar dos minutos a equipa do Independentes começou a criar mais perigo e as oportunidades de golo começaram a suceder umas atrás das outras. Quanto ao GDC Baronia se em termos defensivos conseguia ir resolvendo com maior ou menor dificuldade as situações com que se deparava em termos ofensivos era quase uma nulidade fazendo sentir-se nos jogadores o desgaste provocado pelo jogo de sábado e pelo ritmo elevado com que se disputava esta partida.Como referimos atrás a partir do minuto 34 o jogo mudou. Numa falta, no entender do árbitro, na ala perto do meio campo sem colocar em perigo quer o adversário e sem cortar qualquer jogada de golo iminente, entenderam, depois de ser pedido por um jogador do Independentes e alguns (largos) segundos depois de ter assinalado a suposta falta mostrar o segundo cartão amarelo ao nosso capitão Jorge Santos dando-lhe ordem de expulsão perante o ar incrédulo de todos inclusive de alguns jogadores do Independentes.Ora este facto colocou a nossa equipa a jogar em inferioridade numérica, mas a forma guerreira com que os nossos jogadores se entregaram ao jogo foi tal que mesmo assim a equipa do Sines teve dificuldades em desorganizar a nossa defensiva. Até que na tentativa de cortar um remate Nuno Rosário vê a bola embater no seu braço impedindo assim involuntariamente que a bola fosse para a baliza, ora como consequência disso o atleta foi expulso, e deu origem a um penalti que Mauro Pacheco executou com eficácia inaugurando o marcador faltando apenas cerca de 5m para o final da partida.Porque tinham sido expulsos dois atletas a nossa equipa ficou ainda durante mais alguns minutos a jogar em inferioridade numérica, até que João após uma movimentação colectiva aparece sozinho no segundo poste fazendo o 2-0.A nossa equipa sentindo-se injustiçada pela forma como tinha sido expulso o seu capitão e as consequências que dai resultaram, como que com um grito de raiva lançou-se para cima do adversário tendo sido premiada pela obtenção de um golo. Após trabalho individual de João Alexandre este assiste ao segundo poste Nuno Miguel que com um toque subtil reduz a vantagem do Independentes de Sines para 2-1.Com menos de 1 minuto para jogar o Independentes ainda consegue marcar por mais uma vez (João foi o autor do golo) fazendo o 3-1 num lance quanto a nós precedido de falta que acaba de resultar em mais uma expulsão desta feita foi Vítor Dias que se encontrava no banco e que no entender do árbitro se excedeu nos protestos.Em resumo o Independentes acaba por ser um justo vencedor pelo que produziu especialmente na segunda parte. Quanto à nossa equipa bateu-se de igual para igual até que nos deixaram, pois se com cinco atletas em campo era à partida complicado com quatro e depois com três atletas em campo era ainda mais complicado sendo que este facto foi a machada final nas aspirações da nossa equipa em sair de Sines com um resultado positivo, que com o passar dos minutos ia ganhando força.No próximo sábado a nossa equipa recebe mais um candidato à subida de divisão, o actual segundo classificado os Leões de Porto Salvo, num jogo que será muito complicado para os pupilos de Miguel Carvalho.

FONTE-:http://www.gdcbaronia.blogspot.com/
INDEPENDENTES SINES 3-1 GDC BARONIA
LEÕES PORTO SALVO 9-1 CB.VIANA DO ALENTEJO
A Casa do Benfica de Viana do Alentejo disputou esta terça feira mais uma jornada do Campeonato Nacional de Futsal da 3ª divisão, desta feita o adversário foi a equipa dos Leões de Porto Salvo, o 2º classificado da Série D. Tratava-se então de mais um adversário muito complicado e que vinha dar continuidade a uma série de jogos difíceis da nossa equipa, depois do Operário, Académica do Algarve e Independente de Sines o próximo adversário era a forte equipa de Porto Salvo.
Este jogo foi encarado como mais um passo importante da caminhada que teremos que efectuar e como tal a equipa queria tentar pontuar e discutir o jogo, embora fosse de conhecimento geral que a equipa de Porto Salvo está num bom momento de forma, moralizada e apresente jogadores de elevado nível e que com toda a certeza vai lutar pelos primeiros lugares até final do campeonato. Mas o que não contávamos de todo foi que teríamos presente uma arbitragem “ habilidosa “ naquela deslocação ao terreno dos Leões de Porto Salvo, é verdade que a nossa equipa entrou apática no encontro e em mais uma falha de marcação aos 18 segundos de jogo já a equipa de Porto Salvo estava a vencer por 1 – 0, o que intranquilizou a Casa do Benfica e nos levou a subir as linhas de pressão um pouco mais do que é habitual, mas que até podia ter dado alguns frutos, pois a equipa de Viana começou a levar o perigo á baliza dos locais, mas nesta altura do jogo a equipa de arbitragem surge em campo e começa a marcar faltas atrás de faltas á Casa do Benfica, ameaçando jogadores da nossa equipa, chegando inclusive a proibir os jogadores de falar entre eles, quer jogadores, delegado e treinador, caso contrário seriam advertidos, chegando mesmo um jogador nosso a ver o cartão amarelo por estar a falar com um colega, era então exigido á Casa do Benfica de Viana uma postura muito para além do que os regulamentos obrigam. Com este conjunto de situações a equipa de Viana e os seus jogadores acabaram por ser afectados e não conseguiram por em campo tudo aquilo a que nos vêem habituando, pois basta olhar para os resultados anteriores para ver que a nossa equipa pode dar muito mais do que aquilo que deu neste jogo, mas como os jogadores não são máquinas, foi muito complicado manter a concentração o que foi aproveitado da melhor forma pelo adversário que ía aproveitando os nossos erros e marcando, o jogo não tinha qualquer história a registar, além das intervenções da equipa de arbitragem que anularam qualquer reacção da nossa equipa, e que fez com que os nossos jogadores chegassem ao intervalo quase todos amarelados. Destaque para alguns bons lances da nossa equipa que só por manifesta infelicidade e mérito do G.Redes contrário não marcou, registando o marcador no final da 1ª parte, uma vantagem de 4-0 para os Leões de Porto Salvo. Ao intervalo a mensagem transmitida aos jogadores foi de que em jogo apenas estariam 3 pontos em disputa, e que no próximo sábado teríamos novo jogo para disputar e que todos eram fundamentais, sendo o principal objectivo evitar castigos disciplinares e discutir o resultado se nos dessem essa oportunidade. A 2ª parte também não começou da melhor forma, pois continuaram a surgir os cartões amarelos, as faltas não assinaladas e a desmotivação quase inevitável da nossa equipa perante este cenário, a equipa local chega aos 5 golos e a Casa do Benfica reduz para 5-1 por TELMO, no período em que melhor se jogou Futsal, mas os protagonistas do costume voltaram a entrar em cena, desta vez em tom de compensação a marcarem algumas faltas ridículas á equipa de Porto Salvo e com um penalty que mais ninguém viu nem percebeu, que infelizmente PAULINHO não converteu devido a uma excelente defesa do G.Redes adversário. Com essa “compensação” a surgir quando o resultado estava mais que definido a favor dos Leões de Porto Salvo, fica então no ar as indicações de uma arbitragem habilidosa que acima de tudo prejudicou a nossa equipa e o jogo também. Até ao final surgiram mais golos para a equipa da casa, alguns precedidos de faltas claras, que não eram marcadas e nos deixavam cada vez mais longe do jogo. Tempo ainda para o árbitro proferir o seguinte comentário depois de mostrar mais um amarelo a um jogador da nossa equipa: “ Pensas que estás no Alentejo? “… a interpretação fica á apreciação de quem o quiser fazer, pois para nós este comentário resume a postura com que fomos tratados e prejudicados ao longo dos 40 minutos. O jogo terminou com um injusto 9-1 que não traduz a diferença entre as 2 equipas e que em condições normais a vitória até podia sorrir aos Leões de Porto Salvo, mas por estes números com toda a certeza que não seria. Parabéns aos vencedores, pois apresentam uma equipa forte e com uma estrutura que lhe pode permitir alcançarem “outras paragens” além da 3ª divisão. Em relação á nossa equipa parabéns também pela atitude dos jogadores da Casa do Benfica que conseguiram manter a calma e ter nervos de aço e não serem alvo de acções disciplinares mais graves, há que levantar a cabeça e pensar e trabalhar para o próximo jogo, pois os resultados anteriores falam por nós e se nos deixarem queremos discutir os jogos independentemente do adversário e com certeza que o vamos fazer á imagem do que temos feito até aqui.